Não somente rabiscar, mas arrancar o passado com todos os seus mortos e pertences de dentro da minha alma. O passado não deve permanecer enroscado no meu presente, pois se eu fico presa nele, não conhecerei o futuro com Deus, o que passou, passou, que fique lá atrás, não quero encosto encostado na minha sombra. Eu estou dentro de uma grandeza ilimitada, dentro de uma sabedoria incalculável, dentro de um propósito perfeito, puro, rico, onde este é de Deus, o meu Criador, Ele me fez enxergá-lo, abriu os meus olhos para que eu pudesse conhecer o invisível, tirou-me de um poço de engano e pôs meus pés em seu caminho, mostrou-me a sua mão onde nele posso sempre confiar e sobre esta pedra deitar e descansar, pois o meu hoje é o senhor e com ele está o meu amanhecer.

O passado deixou marcas dolorosas em meu coração, pois fizeram cortes profundos no peito. A maturidade ouve o grito da pequena criança e a ignorância cegou os olhos da inocente esperança. Por onde andei não importa mais, foram desenhos mal feitos e agora precisa ser rabiscado e tirado de minha alma, agora o que interessa é daqui por diante com uma folha branca em mãos e lápis coloridos para desenhar um novo coração, com Deus sendo o único morador com os novos traços da vida…

 

Por Maria Lúcia