Para sentir de verdade a liberdade, primeiro temos que querer estar do lado dela e vivê-la alegremente todos os dias. Eu vejo a liberdade nas asas do passarinho, nas ondas quebrando no meio do mar, nas folhas secas a cair e no cantar do rouxinol. A liberdade também está no som das águas das cascatas, na leveza do rio correndo sobre as pedras e no bater suave das asas da borboleta. A liberdade verdadeira de nossa alma encontramos na vida que Deus nos deu, no espírito, este mesmo que já vivifica o nosso corpo carnal, nele achamos o sorrir da face, a serenidade no olhar e a paz do coração. É no senhor que estão guardados os ramos e os frutos que precisamos para nos sentir plena e livre. Não ganhamos a liberdade se ficarmos só no desejo de tê-la, mas temos que buscar e não esperar, pois ela já se encontra aqui dentro de nós, no anjo de Deus, e a alma que quiser de verdade alcançar o céu, ele está aqui de asas abertas pronto para nos ensinar a voar…

 

Por Maria Lúcia