Se cada consciência não sentir que está dentro de um propósito, não sentir que sua carne é apenas uma criação, que o que se tira dela é apenas a consciência que ela produz, não sentir o espírito de Deus dentro dela, não tem como ela andar no caminho da vida, pois chegará num ponto que a consciência não conseguirá passar por este caminho. Falta crer, falta sentimento, falta cada um olhar para si mesmo e deixar o que está fora para trás. As ações que mostram se acreditamos no que dizemos.


Devemos buscar a liberdade das nossas almas, sair deste cárcere da carne, pois é ela que prende as consciências e não as deixam sentir-se livres. No espírito está a nossa liberdade, a nossa carta de alforria, mas para isso cada um deve olhar o seu interno e aniquilar todos os sentimentos carnais, pois são estes sentimentos que nos afastam da vida. A vida já está em nossas mãos, devemos agarra-la e quem quiser ficar olhando para as coisas deste mundo, que fique, mas eu não posso perder a minha vida eterna jamais!

Por Kátia