Foram várias citações
Ao longo do tempo
Para alertar os corações
Sobre os contratempos

Nunca faltou aviso
E nem tão pouco profetas
Que não falassem do dia do juízo
Marcado na hora certa

Mas ninguém sabe deste momento
Que o Altíssimo preparou
Por isto a candeia é acesa aqui dentro
Como Ele mesmo recomendou

Mas dentro de onde
E do que se trata?
Por onde Deus nos vê
O qual ninguém retrata?

O sonhos mostram
Em cada leito
Que há uma resposta
Batendo em cada peito

É dentro da consciência
Que tudo acontece
Pela mão que tece a ciência
E veste a alma que o reconhece

Visto que Jacó
Quando teve a visão
Ficou todo agitado
Por chegar na compreensão

Da casa que é a morada
O templo de habitação
A própria consciência
Com sua imensidão

Não era outro lugar
Mas uma forma de expressão
O estado passa a mudar
Por que a luz faz a distinção

Resplandece como a aurora
Com seus raios na imensidão
Traz o eterno e cura a alma
Por um simples toque no coração

Se dá a conhecer
Sem um pingo de demora
É dele o amanhecer
Na consciência que o quer agora

Ela é sempre eterna
A simetria do senhor da glória
A luz é a vida que nos acendeu
Por este espírito que Deus já nos deu

Por Lauro Balbino