Foi despertado em mim o interesse de me conhecer, de saber quem eu sou e como sou diante do espelho da verdade. Nunca havia parado para pensar na grandiosidade que Deus criou, com uma estrutura fenomenal a qual o ser humano jamais será capaz de criar, e nem tão pouco pensava na minha eternidade, mas assim como todos, sempre achava tudo muito estranho. Passou-se um certo tempo cheio de detalhes para assim começar a entender que a carne logo morre e o que sobra dela são apenas lembranças, lembranças de quando era criança e só queria saber de correr, e nunca me dava conta de que um dia havia de amadurecer. Tive fases na vida de encontros e desencontros, mas o maior de todos eles foi ter encontrado a minha razão de existir. É lógico que não foi tão simples assim, pois neste intermeio, muitas coisas aconteceram, o só compreender que sou a consciência, o fruto que a carne produziu não era o bastante, o saber sim foi empolgante, mas o viver é o que faz toda a diferença, pois quando vivemos o que falamos nós mesmos nos motivamos dentro do caminho da vida.

É o envolvimento com a vida que faz com que as coisas aconteçam, onde cresce a compreensão, o amor e muitos frutos bons, não há outra motivação maior para minha consciência do que concluir de verdade o propósito e herdar a vida eterna, e esta vida já está dentro de cada um de nós, pois ela é a ação do espírito que Deus nos enviou.

Por Lauro