O que pode ser mais pleno para uma consciência do que a liberdade dela? Ser livre, fazer o que quiser, ter todos os poderes em suas mãos, ordenar e tudo acontecer. Nós estamos diante de uma verdade e esta verdade é a Deus. Deus nos criou na carne por causa da consciência que produzimos nela e nos assentou a porção do seu espírito pela vida. A consciência em si mesma, não é nada, mas ela é o que se manifesta por ela, que pode ser a existência da carne ou a existência do espírito. Analisando estas duas existências, vemos que a carne não tem vida própria, e que a vida que temos já é do espírito, mas uma hora haverá a separação entre a carne e o espírito, como está escrito: o pó voltará ao pó como era e o espírito voltará a Deus que o deu.

A consciência em si mesma é só um estado e em si mesma ela não tem corpo, mas ela pode se fazer uma com o espírito ou uma com a carne, isto é, a consciência pode fazer do espírito o corpo dela, ou pode fazer da carne o seu corpo. Mas veja bem, a hora que o espírito voltar a Deus, a carne morrerá e deixará a consciência num estado vazio eternamente, pois depois da morte, não tem mais como a consciência encontrar o espírito, pois ele voltou a Deus. Por isso Isaías disse: buscai ao senhor, enquanto se pode achar. Invocai-o, enquanto está perto. Então, agora é a hora de buscarmos o espírito, nos identificarmos com ele e nos fazer uma com ele, e deixarmos de vez a carne que morre. Todas as consciências são livres para verem e buscarem o que elas querem de bom para a eternidade delas. É tolice olhar para o próprio umbigo e não enxergar a vida eterna, a eternidade está a nossa frente e vamos passa-la de todo jeito, ou no vazio ou com a vida do espírito, com a carne não passaremos esta eternidade.

Somos livres para escolhermos a eternidade que queremos passar e ninguém pode nos coibir ou nos obrigar a escolher uma eternidade que não quisermos. Me diga uma coisa de verdade: o que a tua consciência escolhe para a eternidade dela, a vida eterna do espírito ou o vazio do nada? No que a tua consciência é presa que a coíbe de ter a vida eterna dela? Devemos nos desprender de tudo que nos atrapalha de buscarmos a vida eterna do espírito, é neste caminho que as nossas consciências devem andar, a eternidade existe e a passaremos de todo jeito, ou no vazio ou com a vida do espírito. Pela carne não vamos muito longe, ou você acredita que o espírito vivificará a tua carne eternamente para você viver por ela? Isto não existe, estamos dentro de um propósito e Deus já nos deu tempo mais que suficiente para enxergarmos o seu propósito e realizar a sua vontade em nós. O espírito também é uma existência e também se faz um corpo, inclusive ele é muito superior ao corpo da carne, pois o espírito tem vida própria. A escolha é da tua consciência, qual eternidade a tua consciência escolhe para ela?

Por O teu espírito diz