Metaforicamente a consciência se assemelha a um espelho, onde todas as coisas se manifestam por ela, a consciência é como um campo aberto, um campo fértil, que tudo que é plantado nela, germina, brota, cresce e produz frutos. A consciência trata-se de um estado, onde quem pode governar por ela pode ser um ditador ou um democrata. Cada consciência é um estado, a consciência pode também ser uma casa, onde o morador dela é que conta. Nas escrituras temos vários adjetivos se referindo a consciência, o mais comum é a mulher, pela fertilidade dela, esposa, noiva, igreja, Monte Sião, Monte Horebe, Jerusalém de cima, Jerusalém de baixo, templo. Temos também vários pejorativos, como: meretriz, prostituta, vagabunda, filhos da agoureira, semente adulterina, traidora, infiel.

É na consciência que tudo acontece, é a consciência também que pensa, raciocina, forma ideias, pondera, decide e age. Tanto o espírito quanto a matéria são existências e o estado da consciência pode mudar da matéria para o espírito. Quando muda a existência, muda também o plano de atuação delas, nós chamamos o plano de atuação da matéria, de universo e chamamos o plano de atuação do espírito, de céu, são planos diferentes, dimensões opostas. Nós sabemos que a consciência foi produzida pela carne e, portanto, está no plano material, mas pelo propósito de Deus nós devemos transpor esta consciência do plano material ao plano espiritual e Deus já fez um sistema que Ele colocou a matéria e o espírito no mesmo lugar do espaço, mas em planos diferentes e isto para realizar o seu propósito.

Quando uma consciência reconhece o espírito de Deus nela pela vida, ela deu um passo no caminho da vida, se entregar verdadeiramente ao espírito de Deus para ele realizar a obra de Deus nela é o segundo passo e o terceiro passo quem dá é o espírito, pois é ele quem vai desligar a consciência da carne e ligá-la nele. E o que chamamos de último dia, que é o dia da nossa morte carnal, é o espírito quem transporá as nossas consciências de planos, passando deste plano material ao plano espiritual e lá no plano do céu, o espírito será o corpo eterno da consciência e é lá no plano do céu que viveremos plenamente pelo espírito. Assim como Deus criou este mundo no plano material para nos receber pela matéria e vivermos neste mundo para produzirmos a consciência, criou também um lugar no plano espiritual para nos receber pelo espírito. É lá no plano do céu pelo espírito que viveremos a nossa vida plena e verdadeira, mas quem entende tudo isso para realizar o propósito de Deus em si mesmo?

Por O teu espírito diz