O propósito de Deus não é essa fantasia que as religiões pintam, eles colocam muitas ilusões na cabeça das pessoas, a verdade não está em Maomé, não está em Buda, não está no Kardec, não está no Smith, mas está em Jesus, dizem eles, só porque acreditam nele, mas os que acreditam em Maomé também falam tudo isto, mas afirmam que a verdade está em Maomé, os que acreditam no Buda também dizem o mesmo, que o Buda é o iluminado, o Kardec é que descobriu a verdade e assim todas as consciências são iludidas pelo engano. Cada uma busca o seu mentor, busca aquilo que aprendeu. O engano é geral, se você nasceu num país cristão, você é cristão, se você nasceu num país budista, você é budista, se você nasceu num país muçulmano, você é do Maomé, se você nasceu num país judeu, Moisés é o teu líder. E assim, cada consciência segue aquilo que aprendeu e ela ignora o resto, principalmente a verdade que vem de Deus.

A verdade de Deus é fria, basta a tua consciência se desligar da carne que morre e se ligar no espírito que Deus te assentou pela vida, que você estará na próxima etapa da vida. Mas quem fala essa verdade as pessoas? Todas elas estão ligadas em Jesus, ou em Maomé, ou no Gautama, ou no Kardec, e tem pessoas que é até ligada na vó Rosa, e o que não falta nesse mundo são os escroques do diabo para ganhar dinheiro em cima de iludir as consciências com mentiras de enganos. O verdadeiro propósito de Deus não envolve dinheiro, não envolve obrigações como ter que ir à igreja, batizar, tomar santa ceia e participar de reuniões que não pregam e nem explicam nada. São seitas que o tempo todo é um contando sonhos para o outro, são os sonhos de cada um, e do propósito de Deus eles não sabem nada. Quarenta, cinquenta, sessenta anos e morrem no banco de uma igreja sem saber absolutamente nada da verdade de Deus. Pensam que o propósito de Deus é aquelas cantorias intermináveis, aqueles testemunhos desregrados e participarem da ceia e serem batizados naquela água suja.

O que tenho eu aqui que fazer com a verdade Deus nas mãos? Andar por ela e deixar o resto, se alguém quiser me ouvir, é lógico que vou falar, mas se ninguém está interessado na verdade de Deus o que tenho que fazer? Me desligar de tudo e andar sozinho. Já disse isso uma vez, mas olha só o efeito desta frase: o prazer de não ter nada, ser desligado de tudo e se voltar unicamente ao espírito de Deus, esse é o prazer que sinto na minha alma.

Por O teu espírito diz