Aquele que se arrependeu e regressou ao seio da família, depois de ter levado uma vida desregrada. O ponto principal nesta parábola dita por Jesus do filho pródigo, é o arrependimento do filho, como está escrito: e, caindo em si, disse: levantar-me-ei e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: pai pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado de teu filho, mas faze-me ao menos como um dos teus servos. E, levantando-se foi ter com seu pai. Mas nós temos que entender a hermenêutica da palavra do arrependimento, sentimento de pesar por erros cometidos, voltar atrás em relação ao que fez. Mas existem dois tipos de arrependimento, um que a pessoa comete sem saber que está cometendo, e outro que ela sabe perfeitamente o que está fazendo. Dentro do propósito de Deus está escrito na lei: Deus não leva em consideração o tempo da vossa ignorância, no caso da parábola do filho pródigo nota que o filho não sabia o que iria acontecer com a sua loucura. Mas hoje, quem já chegou ao pleno conhecimento da verdade de Deus e sabe o que acontecerá se desviando do caminho de Deus, que é cair no vazio eterno, mas mesmo assim comete o erro, este tipo de arrependimento não cabe mais o perdão. Por mais que um marido, ou uma esposa, perdoe uma traição dentro da relação, nunca mais voltará a ser a mesma, a não ser se os dois se traírem mutuamente. Mas se a relação for de confiança, a parte que perdoa, não tem dignidade. O perdão é muito bom para quem erra, mas para quem é fiel é péssimo. Que tipo de relação você acredita que terá com o espírito de Deus se a tua consciência hoje se faz uma adúltera? Não digo nem pelos teus atos, mas por teus pensamentos, por isso João disse: há pecado que é para a morte e há pecado que não é para a morte. E qual pecado é para a morte? O pecado contra o espírito santo de Deus, para este pecado, João disse: não ore.

Então, esta história do filho pródigo, cai muito bem aos ouvidos dos pecadores que tem sentimentos pela carne, e só pensam no perdão de Deus, mas se a tua consciência continua tendo sentimentos perversos é porque não se arrependeu, e a tua situação só pode se agravar e você continuará comendo as bolotas dos porcos.

Por O teu espírito diz