Parecem duas palavras sinônimas, mas não são, o sentir é físico, o sentimento é afetivo, o sentir é próprio da carne, o sentimento é próprio da consciência, você pode sentir uma coisa e não ter sentimentos por ela, de outra forma, você pode ter sentimentos por uma coisa e não senti-la.

Eu sempre digo, uma pessoa pode estar perto de você e você não ter sentimentos por ela, outra pessoa pode estar longe e você ter sentimentos, os sentimentos são próprios da consciência, você pode ir à praia, sentir o clima e não ter sentimentos pela praia, outra pessoa pode não ir à praia, não sentir o clima, mas ter sentimentos por ela. Os sentimentos podem ser por pessoas, lugares, bens e um sentimento sórdido que todas as consciências têm é pelo dinheiro que compra tudo que a carne quer, ele te dá poderes, e olha só o que os seres humanos fazem pelo dinheiro, se precisar matam até a mãe, isso é sentimento, você dizer que não vive sem ele.

Hoje nós temos também os sentimentos pelas drogas eletrônicas, pelos vícios químicos, pela vaidade, pela soberba, pelo ciúme, são todos sentimentos que afastam uma consciência do espírito de Deus, o espírito também é uma existência tanto quanto e muito mais excelente que a carne, mas não vemos nenhuma consciência ter sentimentos pelo espírito, mas todas elas têm sentimentos pela carne. O sentimento é o que prende uma consciência a alguma coisa, faz o feio ficar bonito, o mal ser bom, o ridículo ficar simpático, o Zé tranqueira virar um príncipe. Os sentimentos cegam uma consciência e não a deixam ver a verdade.

Nós estamos dentro de um propósito e quem neste mundo sabe disso? Todas as consciências são voltadas para a carne e se na carne estiver bem, é o que importa, ninguém nem imagina a vida eterna do espírito, pois só sentem a carne e todos os sentimentos de uma consciência são pela carne, consciência nenhuma tem sentimentos pelo espírito de Deus, ele ficou ignorado dentro das consciências, como o profeta Isaías disse, ninguém fez caso algum dele, não tem sentimento nenhum por ele, mas todos os sentimentos da consciência são pela carne, não querem nem ouvir falar da morte dela, onde seria a glória para as consciências que estão ligadas no espírito.

Enfim, o sentir não é nada, mas o sentimento é o que pega, você pode sentir sede, tomar água, matar a sede e esquecer da água, até voltar a ter sede novamente, mas o sentimento é contínuo e a consciência não consegue se desvincular dele, não sei se fui claro, mas é isso aí.

Por O teu espírito diz