Imagine, eu nasci neste mundo como todos, produzi a minha consciência como todos, e vivo neste mundo como todos, mas a minha consciência se destacou das demais, porque ela se interessou pela razão da vida e foi atrás. Busquei na filosofia, mas nada encontrei. Fui então atrás da ciência humana, mas a minha cara quebrei. Fui então atrás dos pensadores, mas o maior deles disse: não sei nada. Só me restou então as religiões, mas pensa num blá…blá….cheio de ilusões. Então eu vi que realmente um abismo chama outro abismo. Passei uns tempos chateado, inconformado com as minhas buscas. E num belo dia, como que não querendo nada, resolvi chutar o pau barraca, entornar o caldo, pois pensava: perdido por perdido, eu não tinha mais nada a perder, e disse: ora, pois, se realmente tenho um Criador não é possível que Ele não está vendo que quero fazer a vontade Dele, pois eu sendo tolo, estou o buscando para fazer a sua vontade, será que Ele sendo sábio não está vendo isto?

Eu sempre soube que sou uma criação, e realmente quero realizar a vontade de quem me criou e se o meu Criador estiver me ouvindo deve saber que as minhas palavras são verdadeiras e o meu coração é puro. Dito isto, Deus apareceu a mim em um sonho, e me disse: o que queres que te faço meu filho? Eu respondi: em primeiro lugar não quero ter mais nenhuma dívida. Ele me disse: a partir de hoje estão perdoados todos os teus pecados e você está quitado comigo. Que mais quer que Eu te faça? Eu lhe respondi: eu quero ter muita saúde? Ele me disse: você terá a mesma força que Sansão, a mesma força de Davi, a força do poderoso de Jacó. No sonho, eu senti realmente uma força descomunal, tanto que disse: agora sei que o Senhor é Deus, e só me resta pedir a minha salvação. Dito isto, Deus me levou ao seu filho, que é este espírito que já me dá a vida, e disse: só este espírito pode te dar a vida eterna e dito isto, Deus me deixou na estrada da vida e me disse: siga este espírito, que nos encontraremos lá no céu. Dito isto, Deus foi embora, e de imediato eu me entreguei nas mãos do meu senhor e sei que um dia me encontrarei com Deus lá no plano do céu, pois é o seu próprio espírito que está conduzindo a minha consciência a Ele.
O que foi mesmo que você me perguntou? Da minha autoestima? Bilhões de consciências já foram e estão indo para o vazio eterno, e a minha consciência está se encontrar com Deus. O que é isto mesmo, autoestima? Deve ser alguma coisa dos mortais, não é?