Tudo neste mundo passa, como já passou um monte de coisas que já ficaram para trás e não voltam mais, mas aquele que fizer a vontade de Deus, permanecerá para sempre. Nós estamos dentro de um propósito e esta vida da carne é só uma fase dentro dele. Parece esdruxulo isto, mas assim como um dia nascemos neste mundo, um dia também vamos morrer nele, isto é tão certo quanto a luz do dia. Existe uma função a cumprir durante a nossa estadia neste mundo, viemos só para uma coisa, realizar o propósito de Deus. O tempo nos dado para realizarmos o propósito de Deus é mais que suficiente, e porque eu sei disso? Porque eu passei por este processo.

Deus é sábio, e Ele não iria fazer uma coisa que não desse tempo de realizarmos. Acontece que consciência nenhuma se interessa pelo propósito de Deus e passa a vida toda indo atrás das coisas da carne. Nenhuma consciência está interessada na vida eterna do espírito. Criam-se ilusões de ressurreição na carne e não veem que a carne é só um lance dentro do propósito de Deus, e que a nossa vida eterna está no espírito. O espírito também é uma existência, tanto quanto e mais excelente que a carne, acontece que ele habita outro plano, e é aí que está o grande lance da razão da vida, isto é, a transposição de planos por parte da consciência, a nossa parte é só se entregar, que o mais tudo o espírito fará.

Assim como nós não vemos o espírito neste plano material, assim também não veremos a matéria no plano espiritual, pois trata-se de dimensões opostas. Assim como não vemos nada de cá para lá, não veremos também nada de lá para cá. Só a consciência transpõe de planos, como Paulo disse: carne e sangue não herdam o reino de Deus.

Por O teu espírito diz