Há muitos falsos profetas pelo mundo, profetas que pregam o engano, profetas que pregam a mentira, as vaidades, aliás, eles nem sabem qual é o propósito de Deus. Ensinam as consciências andarem segundo o seu coração malvado, e dizem: não virá o mal sobre vós. Mas repentinamente virão dois males sobre as consciências, a morte e os infernos. Pois eles só andam pela mentira, andam com o engano, andam segundo o que eles acham e não segundo a verdade de Deus. Justamente o que Deus quer que eles deixam, que é a carne, assumem a carne como pessoa, e desprezam o vindo de Deus. Mostram muitas vitórias em suas vidas, mas na carne. Mas não atentam para derrota final, que é a morte dela.

A carne já foi condenada por Deus mesmo antes de Deus ter nos criado nela. Já está dentro do propósito da vida, que a carne só viria por causa da consciência que produz. A consciência é o fruto natural do ser humano e é este fruto que interessa para o proveito de Deus, isto é, é este fruto que sustentaria a Deus. Mas como está escrito, o Homem comeu este fruto, e pecou contra Deus, e foi lançado fora do jardim. As religiões, que deveriam pregar sobre este erro humano, e ligar as consciências no espírito de Deus, pregam o contrário, dão testemunhos em suas igrejas, de vitórias na carne e desprezam o espírito de Deus neles, e ainda usam o nome de Jesus, que é o modelo de Deus para nós, para atribuírem, as suas vitórias na carne.

Não atentam que Jesus foi apenas um modelo de criação, mas diz que ele vem fazer o bem das suas carnes. O próprio Jesus aniquilou a si mesmo na carne para viver pelo espírito, como ele queria nos ver bem nela? Jesus nos ensinou, na prática a vontade de Deus, como que ele queria que façamos o contrário da vontade de Deus? Não sei se isto é falta de compreensão ou se eles são perversos mesmos. O povo é tão desgraçado que vão, em bandos, atrás das mentiras que estes pastores do diabo pregam, e até pagam para ouvir as suas mentiras, coisas que agradam os seus ouvidos, como Paulo disse, mas não chegarão a lugar algum com este engano, só em seus infernos.

Por O teu espírito diz