Não existe prazer maior do que você se descobrir como ser, saber que está dentro de um propósito e que houve um motivo para que você fosse criada, melhor ainda é você se fazer uma criação útil ao propósito de existir. Todo criador quando cria a sua expectativa é que a sua criação funcione perfeitamente e seja funcional a ele. Nós seres humanos viemos de um estado inconsciente, onde fomos um sêmen um dia e dentro da lei e de um princípio praticado fomos inseminados no ventre da nossa mãe, gestados e nascemos neste mundo como ser humano.

E com o passar dos anos produzimos a consciência como um fruto natural. Nós, seres humanos somos uma criação predestinada a produzir consciência de qualquer existência. Esta consciência é quem dá valor a todas as coisas, pois sem consciência nada teria valor de ser, nem Deus teria valor algum sem a consciência Dele, e é justamente o ser humano que produz esta grandiosidade. Viemos de uma eternidade inconsciente e sabemos que temos uma eternidade a nossa frente. Sabemos de antemão que com esta carne não vamos muito longe, pois a qualquer momento ela nos deixará na mão, mas temos em nós o espírito santo de Deus, ele é quem nos dá a vida. Agora eu me pergunto, a carne morrerá, o espírito voltará a Deus, e eu “consciência”, para onde irei?

Se eu “consciência” praticar um princípio de coabitação com Deus, que é somente através da Sua palavra, chegarei no gozo do entendimento, Seu filho será inseminado na consciência e dentro dela será gestado até a estatura completa do novo ser e por fim nascerei no céu, e lá viverei eternamente pelo espírito. Isto é muito prazeroso, você se descobrir como ser e se fazer uma criação útil ao propósito da vida, concluir este propósito em si e chegar a próxima etapa da vida.

Por Rozivane Pereira