Há um espírito dentro de mim o qual é a rocha que o Pai me assentou, a carne todos nós sabemos que ao pó tornarás, é só o espírito voltar a Deus que ela cai em qualquer lugar. A consciência que ficar ligada a carne o vazio eterno lhe aguarda, mas aquela que se firmar na rocha nada a abalará e firme permanecerá para sempre. Temos que fazer do espírito o nosso braço e deixá-lo nos guiar até sairmos no plano celestial, ele mesmo vai fazer a obra de nos desligar da carne que morre e nos ligar nele.
Este espírito é quem nos liga a Deus e tudo que quisermos saber do Pai ele está pronto a nos mostrar, basta ter o coração puro que tudo ele nos revelará. Todo aquele que se coloca nas mãos deste espírito jorra de dentro de si uma fonte, palavras que lavam as nossas almas e sacia a nossa sede do saber. Me revelou que esta carne é criação que serviu apenas para que eu, consciência, fosse produzida, mas uma vez produzida devo me entregar a este espírito que habita em mim, ele será o meu corpo eterno e juntos faremos parte do corpo de Deus.
Por Rozivane Pereira