O verdadeiro amor é compreendermos que estamos dentro de um propósito, e este é de Deus. Compreender o porque Ele nos criou e o que quer que façamos para realizar a Sua vontade. A partir do momento que chegamos a compreensão exata da nossa razão de existir, o próximo passo é realizá-lo em nós e depois falar deste verdadeiro amor a todos ao nosso redor. Quando Deus nos criou na carne esperava que todos chegassem nesta compreensão, esperava Ele que desse consciências boas, mas foi só o ser humano produzir a consciência que foram todas, sem exceção, viver pelos seus prazeres carnais. Ninguém busca a Deus com o coração puro na intensão de descobrir o porque Ele os criou, e os poucos que dizem o buscar, é para pedir que Deus venha fazer as suas vontades carnais. Meus irmãos, nós estamos dentro de um propósito, somos criações e por lógica somos nós que temos que realizar a vontade do nosso Criador.
Ninguém conhece o verdadeiro amor, vivem por seus desejos carnais e julgam ainda que quando morrer vão para o céu. O espírito veio a nós só para buscar esta consciência que produzimos, se a consciência não buscar compreender isto e não se entregar ao espírito, ela é quem sofrerá na eternidade. É só o espírito voltar a Deus que esta carne morre, se a tua consciência não conscientizar este espírito e não andar por ele, ela cairá no vazio eterno. Será triste o teu fim consciência, não viveu o verdadeiro amor enquanto o espírito estava em ti, não buscou compreendê-lo para se unificar a ele, agora terá mesmo que enfrentar o seu vazio nas trevas. A carne voltou ao pó, o espírito voltou a Deus, e você, consciência, terá uma eternidade para ver o mal que cometeu contra si mesma, agora será tarde demais para querer voltar atrás, o jeito é enfrentar o teu vazio sem volta.
Por Rozivane Pereira