A consciência é o coração e ele deve ser puro, sem nenhuma má intenção e nem ficar em cima do muro. Olhar para dentro de si, pois temos muito a trabalhar, eliminar todas as impurezas e da matéria nos libertar. Nossos olhos devem ser bons e não podemos perder tempo, há um caminho a percorrer, e nele não cabe os lamentos. A consciência é uma só e precisa passar por um radical processo, não ter sentimento de dó e transformar nosso lado inverso. Todas as consciências são ligadas a matéria, pois foi a carne que a produziu como um fruto natural e isto a torna impura, pelos sentimentos que a ligam na existência provisória, mas a pureza da consciência está em querer de verdade beneficiar o Criador, realizando Sua vontade, não vendo o lado material, não tendo nenhum tipo de maldade. É uma questão de leis e princípios que devemos entender e praticar, um é coligado ao outro para no resultado chegar. Este campo, consciência, é tal como uma terra e devemos limpa-la de tudo que a contamina, os próprios pensamentos, desejos, capacidade e coisas que os olhos fascinam. Todo processo é interno e individual, é necessário concentração para ouvir a voz do celestial. Seguir os seus passos no profundo da nossa alma, trilhar a vereda no seu compasso, pois só tua canção nos purifica, liberta e nos acalma.

Por Michele Mi