O empirismo é a doutrina que afirma ser o conhecimento, o resultado da experiência e não do raciocínio. São pessoas que atribuem o conhecimento só a ordem prática. Muitos se discutem na metafísica de onde provém o conhecimento humano. Uma corrente de pensadores afirma que o conhecimento humano vem da experiência, isto é: é errando que se aprende. Outra corrente de pensadores já acha que todo conhecimento humano já está dentro do ser humano, e ele só descobre o que está dentro dele, conforme as suas necessidades ou vontades. Eles até chamam o ser humano de uma pedra bruta, em que existem infinitas imagens nela, e que conforme um escultor tira as partes que estão sobrando, vem à tona ou surge as ideias do que ele quer.

Mas o interessante, é que nenhum dos pensadores imaginam que a consciência é o fruto da criação humana, e que todo conhecimento do ser humano provém simplesmente do raciocínio, isto é, nada está dentro do ser humano ou fora, mas o ser humano em especial, produz a consciência como um fruto natural, e é a própria consciência através do raciocínio, que se tira todo conhecimento humano. Assim como o corpo humano tem inerente os seus cinco sentidos que os liga ao meio em que vive, a consciência também tem os sentidos, que a liga ao entendimento das coisas, e estes sentidos são: pensar, raciocinar, formar ideias, ponderar e manifestar. E são estes sentidos da consciência que a liga ao entendimento das coisas, sem ter que passar por experiências ou necessariamente ter que estar dentro delas, mas é pelo raciocínio que formamos as ideias das coisas.

Mas o estranho é que a própria consciência não consegue refletir que ela é o produto da criação humana e que é ela que tem o poder de todas as coisas, e que é só raciocinar que descobre as leis e os princípios para todas as coisas, como já foi dito no passado: tudo é possível ao que crê, mas o empírico tem que ver para crer. Não precisamos errar para aprender, mas temos o poder de ver pelo raciocínio todas as coisas antes mesmo delas acontecerem, inclusive é pelo raciocínio que chegamos também a nossa razão de existir e a nossa função como criação.

Por Michele Mi