Que ou o que não se esperava; que ou o que causa surpresa; que ou o que ocorre de modo imprevisto. Que ou o que de repente muda de aspecto, enfoque ou característica. Analisando esse tema e refletindo em minha própria vida, muitas coisas que me ocorreram foram inesperadas, algumas surpresas ao decorrer da vida que não foram boas, como adversidades tristes que passamos, mas que com sabedoria e compreensão atravessamos sem esmorecer, já outras surpresas foram excelentes e a principal delas foi a descoberta da razão da nossa existência, a qual eu nunca tinha me deparado, porém, no meu íntimo isto me intrigava, pois eu sabia que havia algo por detrás de tudo isso envolvendo a nossa vida neste mundo. Me refleti profundamente, me vi como consciência, o fruto da criação humana, uma grandeza imensurável, de valor inestimável, com a capacidade de armazenar infinitos conhecimentos, com várias funções, de pensar, raciocinar, formas ideias, determinar, agir e principalmente manifestar e dar valor a tudo que existe, até mesmo ao nosso Criador, que a tudo criou com esse objetivo, pois seu desejo é a nossa consciência. Uma descoberta inesperada, mas que no fundo da alma todos almejam, pois este saber dá vida a quem a possui, é a luz da nossa alma, o encaixe perfeito com a nossa metade eterna, a existência que completa e preenche nossa alma, e a deixa num estado seguro, de paz, de fortaleza, confiante e preparada para tudo que virá para enfrentar, até que chegue o grande dia da nossa partida, o dia que também não sabemos qual será, mas que já vivemos na expectativa para manifestar o resultado e a conclusão de toda essa nossa trajetória, o dia da nossa vitória.

Por Michele Mi