Putz é uma palavra da gíria brasileira popularmente utilizada como interjeição com o significado de espanto ou susto.
Esta frase me fez voltar no tempo e fazer uma retrospectiva interna de quando me deparei com a verdade da razão da vida, de quando realmente percebi que estava dentro de um propósito, foi quando tive um despertar, vi a luz dentro de mim raiar, me refleti como consciência, enxerguei as três peças do quebra cabeça da vida, que já estavam em mim, mas eu não via por não usar do raciocínio, mas quando trilhei o caminho racional e enxerguei esta linda paisagem no campo do entendimento, eu não encontrava palavras para expressar a grande descoberta da minha alma, fiquei impactada, espantada, no sentido de estar vendo tamanha grandeza, e com ela a responsabilidade que eu tinha em minhas mãos de cumprir com a vontade do Criador e automaticamente definir a eternidade da minha consciência. Meu! Putz! Olha o que meus olhos estão contemplando? Um caminho inverso dentro de minha alma, sou um portal, um templo, uma casa, a morada do Altíssimo, um campo fértil e vasto, um ventre que gera o filho da vida, meu corpo eterno e celestial. Enxergo a sabedoria divina, inconteste e transcendental.
Estamos dentro de um propósito grandioso, que se cada consciência enxergasse, deixariam todas as picuinhas desse mundo, veriam que tudo aqui é passageiro e não vale a pena brigar por nada, afinal, tudo irá passar. Estamos na segunda fase da vida, e estou seguindo o sentido certo, traçado por Aquele que me afeiçoou e me despertou, me acordou do sono profundo e inconsciente que não deixava meu céu amanhecer. Desde então, meus passos são no caminho da razão, meus ouvidos são abertos para discernir a linguagem do entendimento, meus olhos brilham com os detalhes da vida, minha boca profere e ecoa a verdade que liberta e o meu coração transborda o que sinto e contemplo. Hoje não pronuncio tanto esta frase, porém, a cada dia que passa, mais me impressiono com o que vejo pelo caminho da vida e sigo tentando mostrar e despertar outras consciências para vida.

Por Michele Mi