As consciências humanas sujaram muito o nome de Deus na Terra, emporcalharam o entendimento do propósito da vida. Tem uma igreja que não come a carne do porco, dizendo que isto interfere na salvação da alma, ligando assim o porco ao propósito de Deus, sendo assim, a cobra também seria o próprio satanás, os cães deveriam ser os pastores, e os filhos de Deus deveriam andar montados sobre jumentos. É logico que estes animais tratam-se de expressões, linguagem figurada. Todos os animais são iguais diante de Deus, mas figuradamente nós usamos alguns deles por expressões. A carne do porco é justamente aquela lavagem de enganos  que eles comem em suas igrejas.

Qualquer consciência que anda enganada, come a carne do porco, que é o que eles mais comem por seus enganos. Pedro sonhou por três vezes que descia um lençol do céu com as quatro pontas amarradas para cima cheia de animais impuros, e uma voz lhe dizia: toma e coma. E ele respondia: senhor, na minha boca não entra animal imundo. A voz replicava: não diga que é imundo aquilo que Deus purificou. Acordado dos sonhos, alguém bateu a porta e disse: tu és Pedro? Ele disse: sim. É que o meu senhor, Cornélio de Cesárea me pediu para vir te buscar para falar das coisas de Deus para ele. Na hora, Pedro interpretou o seu sonho, porque Cornélio não era judeu, isto é, era considerado impuro, uma pessoa que não conhece a Deus, mas que queria conhece-lo, por isso Deus disse a Pedro no sonho: não chama impuro aquele que eu purifiquei.

Se a tua consciência não come a carne do porco, tendo-a como animal impuro, sabei que ela está comendo a carne dele, porque este entendimento é imundo e suja o nome de Deus na Terra. O jumentinho, na alegoria do profeta Zacarias, somos nós mesmos na carne e o rei que vem a filha de Sião, que são as consciências, é o espírito de Deus que vem montado sobre a carne, mas que ninguém o reconhece. Tem ainda a tradição do uso véu em algumas igrejas, só nas mulheres.

A mulher na bíblia representa as nossas consciências, e o véu é o símbolo do casamento, que mostra com quem uma consciência está casada, se com a carne ou com o espírito. Se for com o engano do entendimento da carne, só as mulheres, literalmente se cobrem com o véu, mas se for pelo entendimento do espírito, todas as consciências deveriam se cobrir com o véu, isto é, o respeito ao espírito de Deus, este é o véu que devemos nos cobrir, e não só aquele véu de pano nas mulheres.