A fé é o princípio básico para uma consciência se relacionar com o Criador Deus, não que o nosso Criador não exista, mas Ele atua em um outro campo de visão, em uma outra dimensão, e a fé é um canal de ligação entre o plano material em que estamos, ao plano espiritual que Deus habita. A fé é como um cordão umbilical que liga uma mãe ao filho do seu ventre, e que é por este canal que passa todos os nutrientes necessários para que o filho de Deus seja gestado em nós, o filho da promessa, o filho da vida eterna, o filho herdeiro de Deus.
A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se veem. É a crença em algo que não se pode mostrar. É o sentimento de que algo é verdadeiro e que acontecerá. Não é o caso da fé cega, como se dizem por aí, mas a fé é o olho do raciocínio e a maior prova de que o nosso Criador existe somos nós mesmos, pois como explicar um corpo tão complexo e perfeito como o nosso? Há de se perceber que há uma sabedoria por detrás disso, haja visto que temos inúmeros órgãos complexíssimos que formam o nosso corpo. Nós vemos que esta sabedoria criou o macho e a fêmea exclusivamente para reprodução carnal, e como que o acaso pensaria nisto?
Se uma vez chegamos na evidencia do nosso Criador, chegamos também na obviedade da necessidade do nosso Criador ter nos criado, pois nenhum criador criaria para nada, mas a lógica nos diz que produzimos algo como criação, que interessa diretamente ao nosso Criador. E por reflexões profundas, eu descobri que o ser humano como criação, produz a consciência das coisas, que é de fundamental importância para que as coisas se manifestem e sejam. É a consciência que dá sentido e valor a todas as coisas, inclusive da existência de Deus, pois qual valor Deus tinha antes de produzirmos a consciência Dele?

A consciência é a simetria da existência, isto é, é pela consciência que todas as coisas se manifestam e são, e sem consciência, nada é ou não tem importância de que seja.
E hoje, o único canal que liga uma consciência ao espírito de Deus é a fé nele, até que o próprio espírito transponha a consciência de planos, e lá no plano do espírito, nós o veremos como ele é pelos olhos do espírito, assim como hoje nós vemos a carne pelos olhos da carne. Isto é uma coisa certa, só a consciência transporá de planos e mesmo que isto não aconteça com a tua consciência, um dia ela verá que esta é a verdade.